Muitos marketeers, comerciais e empresários hoje em dia procuram aumentar o seu tráfego online e converter os seus utilizadores em clientes. Alguns veem no marketing de conteúdos uma boa oportunidade de consegui-lo e outros seguem pelo Inbound Marketing. Contudo, muitas empresas não sabem em que consiste cada via estratégica, lançam-se a pô-la em andamento quase às cegas, e depois de três meses decidem deixá-la, por não alcançarem os resultados desejados.

Para que não lhe ocorra o mesmo e possa selecionar a opção que melhor encaixa no seu negócio, na Súmate esclarecemos-lhe estes dois conceitos.

O que é o marketing de conteúdos?

O marketing de conteúdos é uma estratégia baseada em criar distintos tipos de conteúdos de qualidade (artigos de blog, ebooks, infografias, vídeos, etc.) e partilhá-los nas várias plataformas para atrair e converter um público-alvo.

Para que serve  marketing de conteúdos?

Os principais desafios que os Content Managers enfrentam são:

  • Aumentar a notoriedade de uma marca ou reforçar a sua imagem.
  • Ter um maior número de seguidores nas redes sociais ou subscritores no seu boletim.
  • Aumentar o seu tráfego web.
  • Melhorar o seu SEO.
  • Conseguir mais leads.
  • Converter os seus clientes em embaixadores da marca.
  • Aumentar a cesta de compras dos clientes.
  • Posicionar-se como referência no seu setor.

O que é o Inbound Marketing?

O Inbound Marketing pode-se definir como uma série de táticas de marketing não intrusivas para atrair, converter e fidelizar os clientes. Hoje em dia é a metodologia mais completa que existe para que as empresas possam adaptar a sua estratégia em função do seu público-alvo, denominado Buyer Persona, e da sua forma de comprar produtos e serviços online.

A primeira pessoa a falar de Inbound Marketing foi Brian Halingan, o co-fundador da Hubspot, em 2005. A chave do Inbound consiste em entregar um conteúdo no momento ideal ao utilizador perfeito: dessa forma conseguimos convertê-lo num lead (contacto) e podemos nutri-lo com cadeiras de e-mails (lead nurturing), qualificá-lo (lead scoring) e quando consideremos que está pronto para comprar, passamo-lo para a equipa comercial.

Através desta técnica as empresas pretendem conseguir utilizadores sem interrompê-los durante o seu tempo de navegação. O Inbound Marketing engloba muitas táticas e uma delas, a mais importante de todas, é o marketing de conteúdos.

o marketing de conteúdos como parte da metodologia de inbound

Para que serve o Inbound Marketing?

Aqui encontrará alguns exemplos de objetivos que os profissionais do Inbound Marketing tentam alcançar:

  • Aumentar o seu tráfego web de forma segmentada.
  • Acompanhar o utilizador durante todas as etapas do seu processo de compra (Buyer’s Journey).
  • Resolver as suas dúvidas.
  • Propor-lhe soluções para os seus problemas.
  • Oferecer o conteúdo no momento certo ao utilizador perfeito (Buyer Persona).
  • Conseguir mais leads e qualificá-los.
  • Nutrir os leads  para convertê-los em clientes.
  • Aumentar o número de clientes.
  • Fidelizar os consumidores e transformá-los em embaixadores de marca.
  • Estabelecer uma relação de confiança com os clientes.
  • Incrementar a sua cesta de compras.
  • Conseguir mais seguidores nas redes sociais ou subscritores à newsletter da empresa.
  • Melhorar o seu SEO.

Diferenças entre marketing de conteúdos e Inbound Marketing

 

 

MARKETING DE CONTEÚDOS

INBOUND MARKETING

Conteúdos de qualidad

Estratégia nas Redes Sociais

Conteúdo SEO

Atrair o utilizador

Target definido (Buyer Persona)

Conteúdo criado para resolver os problemas do target

Calendário de criação de conteúdos de acordo com o Buyer’s Journey

Calendário de publicação de conteúdos de acordo com o Buyer’s Journey

Listas “inteligentes” de contactos (smart lists)

Lead Nurturing

Lead Scoring

Campanhas (ebooks, checklist, etc)

 

Como escolher entre o marketing e conteúdos e o Inbound Marketing?

Para poder responder a esta pergunta, tem que:

  • Conhecer os recursos de que dispõe: o Inbound Marketing é mais caro que o marketing de conteúdos, uma vez que é um método que engloba várias técnicas para atrair, converter e fidelizar os clientes. Sejam recursos internos ou externos, requer mais tempo e dedicação que uma estratégia de conteúdos.
  • Realizara uma análise do entorno: graças a uma análise SWOT poderá conhecer quais são os seus pontos fortes, pontos fracos, ameaças e oportunidades em relação à concorrência. Se os seus concorrentes estão muito fortes e levam uma estratégia digital potente, o marketing de conteúdos pode não ser suficiente para diferenciar-se. Poderá precisar antes de Inbound.
  • Definir os seus objetivos: quer conseguir mais tráfego, mais leads ou construir uma marca (branding)? Ao longo dos anos foi constatado que com o marketing de conteúdos se conseguem menos leads que com o Inbound: usamos softwares especializados como o Hubspot ou o Oracle para poder desenvolver uma estratégia de automatização de marketing com lead nurturing, lead scoring, smart lists, etc.
  • Saber se pretende resultados imediatos ou não: é importante esclarecer uma coisa; seja com uma estratégia ou com outra, notará resultados a longo prazo (mínimo de 3 meses), desde que seja constante e organizado durante todo o processo.

marketing de conteúdos é a ferramenta principal do Inbound Marketing, pelo que não poderá desenvolver uma estratégia de Inbound sem ter conteúdos. Contudo, pode criar conteúdos sem levar uma estratégia de Inbound Marketing, mas não alcançará uma taxa de conversão de utilizador em lead tão alta.

Está a pensar implementar uma destas duas metodologias, mas sente que não é capaz de fazê-lo sozinho? Se necessita de ajuda de profissionais, não hesite em contactar-nos. Temos todo o gosto em trabalhar consigo! Conheça os nossos serviços de Inbound Marketing e de Marketing de Conteúdos.

ebook recursos de organização marketing de conteúdos

FacebookWhatsAppTwitterShare

Se gosta deste post...

Marketing de Conteúdos SEO

Meta descrições eficazes: use-as para aumentar o seu CTR

29
Escrito por Gema Diego
Afinar as meta descrições das páginas do seu website é a chave para aumentar os seus resultados de pesquisa. Para tal, é necessário ter em conta uma série de requisitos formais de redação e estar consciente de que, embora este elemento não influencie diretamente no seu posicionamento SEO, otimizá-lo beneficiará consideravelmente a sua visibilidade na Internet. Contamos-lhe como fazê-lo.
Ebooks de Marketing Digital ecommerce

Inteligência digital para o seu negócio online

64
Escrito por Javier Parra
A Súmate publicou um novo ebook, dedicado à Inteligência Digital, uma expressão cada vez mais utilizada no entorno empresarial, sobretudo para negócios online.
Estratégias de Marketing Digital Marketing de Conteúdos Marketing Online Social Media

Por quê apostar nos micro-influencers

48
Escrito por Lidia Gómez Benito
Sabia que os influencers também pode ser classificados de acordo com o tamanho da sua comunidade? Conheça em detalhe os micro-influencers, com menos seguidores que as celebridades e os influencers de maior calibre, mas nem por isso com menos potencialidades e razões pelas quais deva incluí-los no seu negócio.
Ebooks de Marketing Digital SEO

Requisitos SEO para o seu CMS

101012
Escrito por Montse Muñoz
Como sabemos, o SEO é um dos pontos principais para impulsionar um website. Assim sendo, deve ter-se em conta o CMS que utilizamos e a forma como está preparado para as exigências de otimização dos motores de busca. Desta forma, a fim de escolher o melhor CMS possível, há determinados procedimentos-chave que deve considerar.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fechar
X