SEO

Dados estruturados: melhore o seu posicionamento nos resultados do Google

Os dados estruturados são complementos que aparecem junto do meta título e da meta descrição que formam um resultado de pesquisa no Google. Costumam acrescentar informação concreta sobre um produto, pessoa, evento, etc., de forma a que o utilizador obtenha uma vista das chaves que necessita para decidir se lhe interessa fazer clic num determinado link.

Alguns dos detalhes que se podem oferecer com os dados estruturados podem ser datas e lugares de concertos, informação sobre voos, tempo de preparação de uma receita de cozinha ou qualificação e preços médios de um restaurante, como podemos ver nestes exemplos:

Exemplo de dados estruturados num resultado de pesquisa por concertos em Lisboa Exemplo de dados estruturados num resultado de pesquisa por voos para Espanha Exemplo de dados estruturados num resultado de pesquisa por receita de lasanha Exemplo de dados estruturados num resultado de pesquisa por Padaria Portuguesa

Até agora, para conseguir enriquecer os resultados de pesquisa das nossas páginas requeria marcar os conteúdos no código fonte de maneira a que este indicasse ao Google que dados deveria considerar. Contudo, há já algum tempo que o motor de busca tem vindo a utilizar o potencial do Knowledge Graph, que começou a servir alguns resultados com complementos dos websites que não tinham marcados os seus conteúdos, extraindo por si mesmo a informação que acredita ser relevante.

Segundo a Google, o rastreador analisa as informações organizadas em tabelas e tenta distinguir aquelas que contêm notas relevantes daquelas que são usadas apenas para formatar as páginas. Depois, aplica critérios de qualidade e relevância para estabelecer que fragmentos incorporar à aparência do link na lista de resultados.

Como administradores de um website, não podemos obrigar o Google a tomar estes dados estruturados e que os inclua no nosso resultado. O que está de facto ao nosso alcance , apontam os especialistas, é tomar certas medidas como, por exemplo, colocar em tabelas os detalhes de cada um dos nossos produtos, sobretudo se temos uma loja online.

Ainda assim, o recomendável seria ir um passo mais à frente e, se ainda não o temos feito, marcar os conteúdos do nosso website com microdados, para o quais só lhe faltará contar com conhecimentos básicos de html.

Como criar fragmentos enriquecidos para motores de busca usando microdados

O Google permite marcar com microdados detalhes específicos de pessoas, produtos, empresas e organizações, receitas, eventos e música. O mais simples seria utilizar o assistente de marcação de dados estruturados da Googleonde poderá introduzir a URL com os dados que deseja etiquetar e ir-lhe atribuindo as notas que deseja para gerar peças de código html que poderá introduzir no código fonte do seu website.

A identificação em html elabora-se a través do standard Schema.org e com a introdução dos atributos “itemtype” e “itemprop”, de forma a atribuirmos ao elemento uma tipologia e uma propriedade. Assim ficaria, por exemplo, uma peça de código html que etiqueta um fragmento de tipo “pessoa” e propriedade “autor”:

<span itemprop="author" itemscope itemtype="http://schema.org/Person"><div itemprop="name" class="cab-author-name">Gema Diego</div></span>

E em que medida isto contribui para o meu posicionamento SEO? Bem, o argumento é muito simples: ao tornar a aparência dos seus resultados de pesquisa mais atrativos, conseguirá com que se tornem mais interessantes para o utilizador. Isto repercutir-se-á favoravelmente no seu click through rate (CTR), um fator que, segundo os especialistas, está no seu auge e tem um grande peso no algoritmo do Google.

FacebookWhatsAppTwitterShare

Se gosta deste post...

Marketing de Conteúdos SEO

Meta descrições eficazes: use-as para aumentar o seu CTR

29
Escrito por Gema Diego
Afinar as meta descrições das páginas do seu website é a chave para aumentar os seus resultados de pesquisa. Para tal, é necessário ter em conta uma série de requisitos formais de redação e estar consciente de que, embora este elemento não influencie diretamente no seu posicionamento SEO, otimizá-lo beneficiará consideravelmente a sua visibilidade na Internet. Contamos-lhe como fazê-lo.
SEO

Cinco conselhos básicos para otimizar conteúdo

56
Escrito por Juan Pina
Ao escrever o conteúdo de uma página, quer se trate de um post num blog da empresa, quer se trate da informação acerca de um produto no catálogo do seu ecommerce, deve ter em conta a difusão. Para tal é necessário otimizar o conteúdo.
Mestrado em Marketing Digital SEO

Wikipedia: que benefícios para o SEO?

57
Escrito por Teresa Oter
Sabemos que existem muitas técnicas para melhorar o posicionamento orgânico, mas neste post centraremo-nos em como utilizar a Wikipedia para conseguir esta melhoria no posicionamento. Quer saber mais? Continue a ler!
SEO

Link Juice: O que é e como afeta o SEO?

57
Escrito por Teresa Oter
Quando posicionamos o nosso site na Internet, e especialmente nos motores de pesquisa, devemos trabalhar nos links SEO e na autoridade do nosso site, uma vez que sabemos que o Google posiciona os sites em função da sua autoridade e relevância, entre outros fatores SEO. Para tal, um dos conceitos importantes a ter em conta é o Link Juice.
Estratégias de Marketing Digital Marketing Online SEO

Como aumentar o seu tráfego web?

101025
Escrito por Sophie Perrin
Que técnicas existem para conseguir mais visitas num site? Siga os nossos conselhos e com um pouco de organização aumentará o seu tráfego web.
SEO

Snippets em destaque: o que ganha em visibilidade perde em tráfego?

29
Escrito por Gema Diego
O internauta lança uma pergunta, o Google dá-lhe a resposta. Mas nem sempre o faz com resultados de pesquisa num formato standard. Contudo, em 19% dos casos - segundo um estudo da Stone Temple - mostra também uma espécie de elemento enriquecido, como uma peça extraída pelo grafo de conhecimento (Knowledge Graph) na coluna da direita ou um snippet em destaque.
Ebooks de Marketing Digital SEO

Requisitos SEO para o seu CMS

101012
Escrito por Montse Muñoz
Como sabemos, o SEO é um dos pontos principais para impulsionar um website. Assim sendo, deve ter-se em conta o CMS que utilizamos e a forma como está preparado para as exigências de otimização dos motores de busca. Desta forma, a fim de escolher o melhor CMS possível, há determinados procedimentos-chave que deve considerar.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fechar
X