Quer maximizar os seus resultados em marketing digital? Então, o video marketing deve estar entre as suas opções.

O conteúdo em formato de vídeo não apenas aumentou exponencialmente em termos de popularidade nos últimos anos, como também se prevê que para 2020 gere 82% do tráfego online, segundo um estudo da Cisco Systems. Segundo o Hubspot, 81% das marcas já estão a fazer video marketing para conectar e construir relações duradouras com o seu público-alvo. Está a pensar ficar para trás?

A sua popularidade deve-se ao facto de ser um formato muito atrativo, fácil de consumir e de partilhar, e é entendido entre os internautas como “o formato em que melhor se compreendem as mensagens”.

Utilizá-lo nas suas ações de marketing digital permite-lhe transmitir uma mensagem mais clara, pessoal e próxima: o que pode ser uma grande oportunidade para despertar o interesse e estabelecer uma sólida relação com os seus clientes, quer atuais quer potenciais.

Com um pouco de criatividade e um plano bem definido, os vídeos podem ajudá-lo a melhorar a sua imagem de marca, aumentar a confiança do seu público-alvo, aumentar os rácios de conversão, conseguir uma maior visibilidade e posicionamento, e muito mais.

Mas como pode integrar o video marketing na sua estratégia? Neste post explicamos-lhe de que forma pode fazê-lo, e aumentar assim as possibilidades de êxito. Vamos começar!

Vídeo marketing

1º Passo – Analisar a sua estratégia atual

Antes de tudo, deverá ter claro os objetivos da sua estratégia (branding, tráfego web, vendas, captação de leads, etc.), e de acordo com isso, poderá criar diferentes tipos de vídeos e utilizar os canais mais adequados para a sua difusão. Para tal, deve pensar sempre no seu público-alvo!

Comece por rever os diferentes canais nos quais está presente e as distintas opções que tem em cada um deles:

Website:

Não importa se tem um site sobre transportes, uma clínica dentária ou uma loja online; acrescentar vídeos à sua página web pode ajudá-lo a criar um vínculo com os seus potenciais clientes. Navegue pelas diferentes páginas do seu website e avalie quais é que poderiam beneficiar com um curto vídeo. De seguida damos-lhe algumas opções:

  • Página de produto: É um espaço que pode aproveitar para explicar as características e potencialidades dos seus produtos, bem como demonstrar o seu uso. Por exemplo, para os fabricantes industriais, um vídeo demonstrativo dos seus produtos, onde possam explicar as complexidades e especificidades de cada um deles, pode ser de grande valor para os seus clientes potenciais. Uma oportunidade para dar informação útil, persuadir, e claro, vender!
  • Página de serviços: Para os provedores de serviços, um vídeo onde se descreva o que faz a empresa ou os problemas que soluciona, pode ser muito mais eficaz do que apenas um texto descritivo.
  • Página “sobre nós”: Pode utilizar vídeos corporativos para fazer branding, explicando quem é a sua empresa, quais os seus valores, a sua filosofia, como são os espaços de trabalho, e tudo aquilo que a diferencia da concorrência. O que pode ajudar a sua empresa a sentir-se real e a criar confiança.
  • Landing Pages: Para estas ditas “páginas de aterragem”, onde o nosso objetivo é a obtenção de conversões como leads ou vendas, é uma boa opção incluir um breve vídeo explicativo dos seus produtos ou serviços. Mas também pode incluir vídeos de testemunhas sobre a experiência de clientes atuais com o produto ou serviço, dado que podem acabar por convencer potenciais clientes, ao mostrar os benefícios que outros utilizadores referiram, ao inclinar-se mais em direção à ação de compra.

De seguida mostramos como a Siemens em Espanha utiliza o video marketing na sua página de produtos com uma demonstração das suas máquinas de lavar iQ700, para explicar como funciona a dosagem precisa de detergente.

Utilizar vídeos na sua página web, para além de aumentar as taxas de conversão e favorecer o engagement com o seu público, pode ajudá-lo a melhorar o SEO. Está comprovado que os utilizadores tendem a ficar até dois minutos mais em páginas que contêm vídeo, aumentando assim o tempo de permanência no nosso site, um dos fatores que o Google valoriza na hora de nos posicionarmos nos resultados de pesquisa.

Blog corporativo:

Reveja as suas publicações anteriores do blog e o calendário editorial atual, para encontrar alguns artigos que poderiam ser melhorados com a ajuda de um vídeo. Publicações como entrevistas, artigos educacionais ou explicativos são perfeitos para complementá-los com um vídeo que ajude a manter a atenção do utilizador, a facilitar a compreensão do conteúdo e a incentivar a sua partilha.

Tenha em conta que se incorpora o vídeo após ter desenvolvido o conteúdo no blog, estará condicionado pelo conteúdo que tenha criado previamente, pelo que deve pensar muito bem como integrar vídeos naquilo que já tem, de forma a que haja uma sinergia entre ambos os tipos de conteúdo.

Mailing:

Embora hoje em dia continue a haver limitações para a correta integração de vídeos em emails, o video mailing é uma boa opção para transmitir a nossa mensagem, já que é, sem dúvida, um dos formatos que melhores resultados oferece. Utilizando um vídeo de qualidade e coma  ajuda de um bom copywriting, podemos aumentar o CTR, as conversões, e assim aumentar as probabilidades de vendas.

Algumas opções para poder incluir um vídeo na nossa estratégia de email marketing são:

  • Utilizar uma imagem estática do vídeo, com o botão “play” e um link que leve o utilizador para uma landing page onde esteja corretamente integrado o vídeo, ou canal de Youtube, e que o utilizador possa visualizá-lo.
  • Utilizar uma imagem gif: com esta opção podemos mostrar fragmentos do vídeo e dar mais detalhes sobre aquilo que contém. Mas, da mesma forma, deve utilizar o link que leve diretamente para o vídeo.

Social Media:

As redes sociais foram dominadas pelo conteúdo em formato vídeo, e cada vez mais as marcas estão a fazer uso do social video para destacar as suas publicações com conteúdo audiovisual atrativo. Atualmente as redes sociais oferecem uma variedade de opções para criar, editar e subir vídeos; desde vídeos em direto, em 360º ou vídeos em loop, até àqueles que desaparecem ao fim de 24 horas.

Pode aproveitar o vídeo para promover a sua loja física ou online, produtos ou serviços, ou mesmo realizar tutoriais, webinars, entrevistas, apresentas as FAQ, ou escrever notícias de interesse para o seu público-alvo.

YouTubeSe utiliza o Youtube, é recomendável que faça deste um canal dinâmico ou otimizado para SEO, produzindo vídeos com frequência, não apenas pelo engagement que cria, mas também porque quanto mais visitas receber, melhor posicionamento terá nos resultados de pesquisa no Google e obterá uma maior visibilidade da sua marca.

Também pode aproveitar as redes sociais como o Facebook, o LinkedIn ou o Twitter para maximizar o alcance dos seus vídeos publicados diretamente no blog ou no Youtube, partilhando-os com a sua audiência para alcançar uma maior visibilidade. Para que a estratégia de partilha de vídeos funcione melhor, será necessário integrar o Youtube noutros canais online que a sua empresa utilize, tais como: demais redes sociais, blog, Google Ads, etc.

Algumas recomendações para quando utilizar vídeos em redes sociais:

  • Crie vídeos úteis e de qualidade, incentivando à interação (likes, comentários, cliques, partilhas, visualizações dos stories, etc).
  • Aproveite este tipo de formato para tentar conseguir uma resposta emocional por parte do utilizador, tentando que este lembre a sua marca.
  • Adapte o video marketing a cada rede social, adequando ao público-alvo e aos formatos ou duração recomendada em cada uma delas.
  • Não se esqueça de incluir uma chamada para a ação (CTA), ligada a um determinado objetivo.

Aqui o desafio está em diferenciar-se da concorrência, criando conteúdos em formato vídeo que tragam um valor adicional à sua audiência, criando uma comunidade de utilizadores e trabalhando a forma como quer que a sua marca seja percebida. O seu esforço será destinado sobretudo a escolher o objetivo, a mensagem e o tipo de conteúdo que quer tratar em cada vídeo.

Produza vídeos pessoais e próximos, humanizando a sua empresa e procurando conectar-se com os utilizadores, movendo as suas emoções, de forma a que se lembrem da sua marca. Para isso funcionam muito bem os Storytelling; a partir de uma história pode criar uma emoção positiva que inspire e perdure na mente do espetador.

Publicidade:

Se já está a fazer publicidade paga e ainda não está a utilizar vídeos, aproveite-os para anunciar-se nas diferentes redes sociais e ter um maior impacto. As plataformas sociais hoje em dia oferecem múltiplas opções para colocar e editar vídeos promocionais de forma nativa e de acordo com um objetivo concreto, o que pode influenciar de forma positiva as suas vendas e o ROAS.

Vídeo Ads

O Facebook é uma das redes sociais mais completas em matéria de publicidade, devido ao tamanho da sua audiência e às suas grandes possibilidades de segmentação. Permite maximizar a eficácia dos anúncios e, em muitos casos, ter melhores resultados que noutras plataformas semelhantes.

Utilize vídeos que o ajudem a assegurar que as pessoas realizam a ação desejada. Se não conta com a experiência necessária, ou simplesmente não dispõe de tempo, o ideal seria contratar uma agência especializada. Na Súmate contamos com consultores com uma ampla experiência na criação e gestão de campanhas publicitárias em redes sociaisque podem ajudá-lo a promover o seu conteúdo de vídeo, de maneira a que tenha uma maior visibilidade e possa alcançar os objetivos propostos.

2º Passo – Estabelecer o orçamento

O primeiro que deverá fazer é definir um orçamento para a criação dos vídeos, com o qual poderá considerar as ferramentas a utilizar, a frequência na publicação e o tipo de vídeos que melhor se adapte às suas possibilidades.

Embora muitos pensem que criar vídeos custa uma fortuna, para começar com o video marketing não é necessário um grande investimento. Atualmente há smartphones com uma qualidade de vídeo impressionante e aplicações para edição de vídeo com muito bons resultados. Mas para isso, sim, é necessário ter a destreza e o conhecimento prévio para poder criar vídeos de qualidade sem perder de vista os detalhes.

Os vídeos com mais planificação, guião, storyboard, gravação em estúdio de imagem e som, edição e pós-produção custarão mais, mas é provável que tragam muito mais valor para junto dos espetadores. Além da filmagem e da edição, há muitas variáveis que determinem o custo de um projeto, como por exemplo uma equipa de filmagem especializada.

De acordo com os recursos disponíveis, poderá escolher entre fazer os vídeos internamente ou contratar profissionais que garantam que todos os vídeos tenham a iluminação e o áudio apropriados, bons ângulos de câmara e uma produção de qualidade.

3º Passo – Planificar e começar a criar vídeos

Uma vez definido o orçamento, deverá perguntar-se para que é que vai usar o video marketing, e isso ajudá-lo-á a estabelecer claramente os seus objetivos (conseguir mais tráfego web, vendas, subscrições à sua Newsletter, etc.), a planificar muito bem o tipo de vídeo que vai fazer, a definir a quem se dirige, em que canal o vai publicar e a frequência de publicação.

Informe-se sobre as especificidades de vídeo necessárias para cada canal, a duração máxima recomendada e as dimensões necessárias para pôr mãos à obra.

Para criar vídeos eficazes e de alta qualidade, é necessário dedicar tempo para a planificação, guião, edição e mais. Afinal, a planificação e os detalhes ajudam a conseguir um posicionamento diferente e a chegar ao público-alvo de forma acertada.

É importante que se centre muito bem na mensagem que ter transmittir, sobretudo nos primeiros segundos do vídeo; e que realmente dê valor para o utilizador. Não se esqueça de que os utilizadores da Internet dispõem de muito pouco tempo e enfrentam múltiplos estímulos que podem roubar a sua atenção. Por isso, é recomendável realizar vídeos simples e preferencialmente curtos, embora isto dependa do tipo de vídeo e audiência a quem vai dirigido.

Quais são os tipos de vídeos mais adequados para a sua empresa? Tudo dependerá do setor, dos objetivos, da audiência e do orçamento disponível.

4º Passo – Analisar e otimizar a sua estratégia de video marketing

Por fim, analise o desempenho dos seus vídeos nos diversos canais e tire conclusões sobre os que são mais apreciados, ou menos, e as áreas de melhoria que pode trabalhar para otimizar a sua estratégia de video marketing e assim, alcançar os melhores resultados.

Analiza resultados

Em redes sociais como o Facebook, o Twitter ou o Youtube, pode conhecer o impacto das suas publicações através de estatísticas próprias de cada plataforma, e aceder às métricas que o ajudarão a determinar quais são as publicações preferidas da sua audiência.

Utilize esta informação para conhecer melhor a sua audiência e dar-lhe o que necessita da forma que mais gosta!

Conclusão

O entorno digital está em constante mudança e é bastante competitivo. Se não estamos atualizados sobre as tendências mais populares e o comportamento do nosso público-alvo, podemos estar a perder oportunidades para conseguir um crescimento massivo da nossa audiência e chegar a um maior número de potenciais clientes.

O vídeo é uma ferramenta muito poderosa que pode levar a sua estratégia digital a um novo nível, e é cada vez mais fácil incorporá-lo nos vários canais. Se ainda não o fez, aconselhamo-lo a que comece a repensar o uso do video marketing.

Recomendamos que aprofunde estes conceitos ou que contrate profissionais que possam ajudá-lo. Na Súmate Marketing Online teremos todo o gosto em ajudá-lo a integrar vídeo marketing na sua estratégia digital, de forma a que possa diferenciar-se e potenciar o valor da sua marca na Internet.

Se tem alguma dúvida, marque uma reunião connosco!

New Call-to-action

FacebookWhatsAppTwitterShare

Se gosta deste post...

Estratégias de Marketing Digital Marketing de Conteúdos Marketing Online Social Media

Por quê apostar nos micro-influencers

48
Escrito por Lidia Gómez Benito
Sabia que os influencers também pode ser classificados de acordo com o tamanho da sua comunidade? Conheça em detalhe os micro-influencers, com menos seguidores que as celebridades e os influencers de maior calibre, mas nem por isso com menos potencialidades e razões pelas quais deva incluí-los no seu negócio.
Estratégias de Marketing Digital Marketing Online SEO

Como aumentar o seu tráfego web?

101025
Escrito por Sophie Perrin
Que técnicas existem para conseguir mais visitas num site? Siga os nossos conselhos e com um pouco de organização aumentará o seu tráfego web.
Marketing Online

Publicidade na Amazon: possibilidades e formatos

101022
Escrito por Francisco Copeto
Como sabemos, o processo de compra está a mudar constantemente. Há cada vez mais utilizadores que não apenas preferem fazer as suas compras online, mas que também se aventuram a experimentar plataformas diferentes para conseguir os produtos que desejam a um preço melhor. A pergunta é: como podemos entrar nesse mercado onde a concorrência é enorme? Há muitas plataformas que nos podem ajudar a encontrar o nosso público e anunciar-lhe os nossos produtos. Falamos de plataformas como  o Google Ads, Facebook LinkedIn, Instagram, Amazon, entre outras. Hoje vamo-nos focar e analisar esta última e falar de todas as possibilidades que oferece a publicidade na Amazon.
Marketing Online

Funis de conversão: tudo sobre a criação de clientes potenciais

101019
Escrito por Miguel Ángel Mateos
No marketing digital costuma-se falar com frequência dos funis de conversão e das suas etapas. Mas o que são realmente? Como se interpretam as necessidades de cada fase e quais as suas características? Como podem ser utilizados para aperfeiçoar o processo de compra? Que tipo de ações são as mais adequadas para cada momento? Os funis de conversão são um guia útil para classificar os clientes potenciais de qualquer vendedor. No nosso blog daremos resposta a todas estas perguntas.
Marketing Online

O Top 5 de novos meios digitais

101012
Escrito por Montse Muñoz
Numa sociedade onde há milhares de produtos que poderiam competir com o seu e é cada vez mais difícil destacar-se, ser distinto e trazer um valor acrescido para o consumidor, é bastante importante a inovação e a criatividade nos meios digitais. No nosso blog mostramos-lhe os cinco novos meios que podem levar o utilizador a conectar-se com a sua marca, a escolhê-la e ainda fazê-lo sentir-se orgulhoso de fazer parte da sua comunidade.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fechar
X